MÚSICA NACIONAL -(Texto de Aline Fiorin)

Tendo a Lua 
 (Os Paralamas do Sucesso)

 Eu hoje joguei tanta coisa fora 
Eu vi o meu passado passar por mim 
Cartas e fotografias gente que foi embora 
A casa fica bem melhor assim 
O céu de ícaro tem mais poesia que o de galileu 
E lendo teus bilhetes, eu lembro do que fiz 
Querendo ver o mais distante e sem saber voar 
Desprezando as asas que você me deu 
Tendo a lua aquela gravidade aonde o homem flutua 
Merecia a visita não de militares, 
Mas de bailarinos
 E de você e eu

 











Que tal uma declaração de amor grandiosa e ao mesmo tempo leve?! 


Herbert Vianna, amante convicto do nosso satélite natural, torna isso possível na música "Tendo a Lua". Ele trata da conquista do espaço sem gravidade para realização de um espetáculo de dança, já que a Lua está intimamente ligada ao mistério, à sutileza e à arte, opondo-se aos gestos brutos dos militares que a conquistaram em 1969.


A leveza, um dos temas centrais, pode ser considerado um modo de vida: liberte-se! Livre-se daquilo que já passou em sua vida e do qual você não quer mais relembrar. 


Torne o ambiente à sua volta mais limpo e propício para os novos horizontes que serão avistados quando permitires que suas asas movimentem-se. Você se perguntou: "-Que asas?!" Eu respondo: Aquelas que irão crescer quando você mudar seu modo de enxergar as coisas. Porque os fatos não precisam ser cinzas e chatos como são na realidade, eles podem ser motivos de mudança, de otimismo e até mesmo um incentivo à renovação.


Provo o que digo: Observe o céu à noite. Me diga o que você vê: Pura Ciência ou Inspiração Encantadora? Herbert também tem algo a falar: " - O céu de Ícaro tem mais poesia que o de Galileu." Está vendo, Herbert me entende! (A louca! rsrsrs).


Texto de: Aline Fiorin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Vovó Santa.com.br © 2011 | Some Rights Reserved.