VIVER...



"Quando chegar aos 30, serei uma mulher de verdade. Nem Amélia, nem ninguém. Um belo futuro pela frente e um pouco mais de calma, talvez. E quando chegar aos 50, serei livre, linda e forte. Terei gente boa ao lado, saberei um pouco mais do amor e da vida, quem sabe. E quando chegar aos 90, já sem força, sem futuro, sem idade, vou fazer uma festa de prazer.  Convidar todos que amei, registrar tudo que sei e morrer de saudade."
(Martha Medeiros)

Recebi esse textinho de uma amiga muito importante, que me encheu os olhos de lágrimas. Eu penso muito na vida e em seus clichês . Acredito e desacredito o tempo todo. Tenho pouca idade, mas já pensei que tudo estaria acabando. Grande mentira. É só o começo.
O começo da faculdade e da vida no sistema. Quero projetar sonhos e resolver problemas. Quero colorir paredes e ambientes me divertindo.Quero conhecer muita gente e ter poucos melhores amigos. Quero nunca ligar pra quem implica com meu rock and roll. Quando eu chegar aos 90, quero estar cheia de gracinha, usando batons e sendo penteada por netinhos cabeludinhos. E ter um caderno de receitas sujo de pomarola e nutella.
Me sentar na biblioteca que acumulei durante a vida, e contar minhas experiências e histórias loucas para meus netos e bisnetos curiosos.Quero ter gatinhos e um São Bernardo babando em meus livros. Enquanto isso, não quero esperar muita coisa da vida ou das pessoas, isso aumentaria muito o risco de decepções. Mas de toda forma, quero estar preparada pra não morrer de taquicardia com uma surpresa muito boa e nem morrer de tristeza com alguma perda importante. Quero realmente entender que vivo num planeta da Via Láctea, e que não existe coisa mais incrível do que isso.

Texto de Isabella Azevedo

4 comentários:

Tatiane disse...

Eu confesso que também fiquei com os olhos cheios de água ao ler a segunda parte. Me faz sentir exatamente a mesma coisa, a esperança de uma vida feliz mesmo com as coisas mais simples da vida. E se a gente não for desse mundo... bem, acho que isso explica MUITA coisa.

Jailma Oliveira disse...

Muito bom começar a segunda-feira com uma frase assim.
A juventude é passageira, e apesar de querermos ficar velhinhos e relembrar os momentos da vida, sabemos que o futuro é incerto, e nele tudo pode acontecer!
Os problemas passam, e deles ficam apenas o aprendizado. Isso significa que não devemos tentar levar uma vida perfeita, mas todo dia buscar algo que nos dê sentido para viver bem.
Então, que aconteça sempre coisas que nos façam ver o que a vida tem de mais lindo.
Beijo.

Luíza Maria Hollanda de Mello @lulymello disse...

adorei
:D

Roger Patrocinio disse...

Linda reflexão! Me lembrei de um texto lindo do escritor C.S.Lewis (sou um grande admirador das coisas que ele escreveu!)

"Se eu encontro em mim um desejo que nenhuma experiência desse mundo possa satisfazer, a explicação mais provável é que eu fui feito para um outro mundo...Se nenhum dos meus prazeres terrenos é capaz de satisfazê-lo, isso não prova que o universo é uma fraude. Provavelmente os prazeres terrenos não têm o propósito de satisfazê-lo, mas somente de despertá-lo, de sugerir a coisa real. Se for assim, tenho de tomar cuidado para, por um lado, jamais desprezar ou ser ingrato em relação a essas bênçãos terrenas, e, por outro jamais confundi-lo com outra coisa, da qual elas não passam de um tipo de cópia, ou eco, ou miragem."
C. S. Lewis

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Vovó Santa.com.br © 2011 | Some Rights Reserved.